Pages Menu
Categories Menu

Atenção: todos os textos deste blog são de autoria de Cintia Amorim, estando devidamente registrados. É proibida a reprodução para fins comerciais sem a autorização escrita da autora. As violações serão tratadas por vias judiciais.

PARÁBOLAS PARA REFLETIR SOBRE SOLIDARIEDADE

PARÁBOLAS PARA REFLETIR SOBRE SOLIDARIEDADE

0 Flares 0 Flares ×

Todo ano um fazendeiro concorria com amostras de milho, de sua plantação, em concurso de qualidade da feira de agropecuária local e sempre ganhava o prêmio principal.  Um dia, um repórter o entrevistou e admirou-se de saber que ele dava grãos de sua melhor semente aos vizinhos. Perguntou-lhe então:

– Como compartilha sua melhor semente com os vizinhos, se eles são concorrentes?

– Ora, você não sabe? – questionou o fazendeiro. – O vento sopra e conduz o pólen do minho maduro, levando-o de propriedade em propriedade. Se meus vizinhos produzirem milho inferior, o pólen proveniente dele afetará a qualidade da minha produção. Como quero milho especial, preciso ajudar meus vizinhos a também terem milho especial, pois o meu só melhorará se o deles melhorar.

<

Assim é igualmente em outras áreas da vida. Aqueles que pretendem estar em paz devem contribuir para que os vizinhos também estejam. Aqueles que desejam progredir devem ajudar o progresso de seus concidadãos. Todos os que querem ser felizes devem colaborar  com a felicidade do próximo, pois o bem-estar de cada um está correlacionado e dependente dos demais. Assim é a conectividade, a inter-relação da vida.

Mais parábola para refletir: A felicidade é uma consequência de nós mesmos

Um filho e o pai percorrem uma montanha. De repente, o filho cai, se machuca e exclama:

– Ai!

Para sua surpresa ouve a própria voz se repetir em algum lugar da montanha:

– Ai!

Curioso, perguntou:

– Quem é você?

Obtém como resposta:

– Quem é você?

Curioso, grita:

– Seu covarde!

Recebe como resposta:

– Seu covarde!

Olha para o pai e questiona, admirado e curioso:

– O que é isso?

O pai sorri e diz:

– Meu filho, ouça bem. Grita, então, em direção à montanha:

– Eu admiro você!

A voz repete:

– Eu admiro você!

De novo, o homem grita:

– Você é um campeão!

A voz:

– Você é um campeão!

O menino continua espantado, não entendendo nada.

O pai, então, explica:

– As pessoas chamam isso de eco, mas é mais do que apenas eco, é um ensinamento que se aplica à vida de modo geral. Determinadas montanhas lhe dão de volta tudo o que você grita. Já a vida lhe devolve tudo o que você diz ou faz. Por isso, sua felicidade é apenas o reflexo do seu comportamento.

Parábola extraída do livro: As mais sábias parábolas, de Hugo Bessone, pela editora Solar.

 

Gostou destas parábolas para refletir? Então, por favor, compartilhe-as.

 

 

 

um grande abraço,

Cintia Amorim.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×