Pages Menu
Categories Menu

Atenção: todos os textos deste blog são de autoria de Cintia Amorim, estando devidamente registrados. É proibida a reprodução para fins comerciais sem a autorização escrita da autora. As violações serão tratadas por vias judiciais.

BRINCAR DE IMAGINAR

BRINCAR DE IMAGINAR

0 Flares 0 Flares ×

 Uma historia infantil pequena, mas cheia de bons sentimentos.


Chegou a hora de sorrir,

agora vamos brincar,

<

deixe a tristeza ir embora,

ponha o medo na sacola.

 

Chegou a hora de curtir,

é hora de se preparar

para a  gostosa brincadeira

de tudo imaginar.

 

Imagine que você

esteja em um avião,

voando entre as nuvens

brancas como o algodão.

 

E o sol amarelo,

e muito trabalhador,

esquentasse você

como o seu cobertor.

 

E você visse os prédios

lá de cima do avião,

tão pequenos e finos

como a agulha da injeção.

 

IMAGINOU?

 

Agora vamos para a terra,

o avião vai aterrissar.

Vamos para o pântano

ver o que tem lá.

 

Imagine que você

visse um enorme sapo

com a boca tampada

por um esparadrapo.

 

O sapo pulando

pra lá e pra cá,

com a boca fechada

sem poder conversar.

 

Ele então encontra

uma enfermeira no caminho,

que livra sua boca

e lhe dá um beijinho.

 

O sapo se transforma

em um príncipe ciumento,

que gruda na enfermeira,

e a pede em casamento.

 

IMAGINOU?

 

Deixemos a enfermeira

com seu príncipe querido.

Vamos sair do pântano,

rumo ao desconhecido.

 

Sim, um deserto,

bem quente e poeirento,

que não tem gota d’água

para a gente refrescar.

 

Estou ficando desidratado,

que calor mais danado,

se tivesse ao menos soro,

para eu me hidratar.

 

Ui! Vamos embora que

este lugar é muito quente.

Vamos seguir em frente,

ver no que vai dar.

 

IMAGINOU?

 

Agora estamos na floresta.

Que coisa mais engraçada,

uma onça pintada

veio nos receber.

 

Mas ela está esquisita,

com o olhar triste e sério.

Veio me perguntar

se tenho algum remédio.

 

Dei a ela um comprimido,

e ela logo se animou,

então pudemos brincar

com o macaco voador.

 

E voamos e pulamos,

brincamos até cansar,

é tão gostosa a floresta,

tem tanto bicho por lá.

 

Mas que tal irmos embora

para um outro lugar?

Estou gostando dessa coisa

de brincar de imaginar.

 

HUMM!

 

Pensando melhor

vou parar por aqui.

Estou cansado de pensar.

Você quer me ajudar?

 

Então me fale de um lugar

bem divertido e diferente,

um lugar encantado,

que só exista em sua mente.

 

Cheio de aventuras,

coisas pra se conhecer.

Esse mundo é só seu,

todo criado por você.

 

Por favor, me fale um pouco,

desse seu mundo encantado.

Prometo escutar tudinho,

vou ficar bem comportado.

 

 

 

Notas da autora:

Esta historia infantil pequena foi pensada nas crianças que vivem uma dura rotina de internação hospitalar. Se você reler com atenção, notará alguns elementos que fazem parte do dia a dia desses bravos guerreirinhos.

Eu a escrevi depois que, juntamente com um grupo de contadores de histórias, fomos visitar a ala  pediátrica de um hospital em Belo Horizonte. Saí com o coração doído ao ver tanta criança passando por momentos tão tristes… mas feliz pela oportunidade de distraí-las ao menos por alguns momentos.

Se você conhece alguma criança que tenha medo de hospital, conte essa história. Brinque com os elementos como se fossem apenas divertidos instrumentos de imaginação.

Sobre a ilustração:

Quem fez o fundo da imagem foi a Sassara. Na verdade ela fez essa pintura para o vovô. Daí a mamãe coruja, achou a coisa mais linda do universo e resolvou adicionar umas brincadeiras no site da Pixrl. Aliás, Deus abençoe esse pessoal, que tem salvado minha vida tantas vezes.

 Ajude a espalhar doçura e fantasia. Compartilhe esta historia infantil pequena. Gostaria também de ler seu comentário: quando criança você também tinha medo de hospital, ou de injeção?

um grande abraço,

Cintia Amorim.

Você vai gostar também:

6 Comments

  1. Meu filho ama essa história 😊

    • Que legal, Tami, está aí um depoimento que qualquer escritor adora ouvir. Obrigada!

  2. Amei essa historia e meus tbm.

    • Ops filho tbm

      • ok. rsss

    • Que legal Evelyn. Volte sempre ao blog.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Importância da ludicidade na educação infantil - […] do brincar as crianças entram em contato com os símbolos. Aprendem a elaborar fantasias, exploram o mundo do […]

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×