Pages Menu
Categories Menu

Atenção: todos os textos deste blog são de autoria de Cintia Amorim, estando devidamente registrados. É proibida a reprodução para fins comerciais sem a autorização escrita da autora. As violações serão tratadas por vias judiciais.

PARA A AMIGA RAPUNZEL (Papai Noel endoidou)

PARA A AMIGA RAPUNZEL (Papai Noel endoidou)

0 Flares 0 Flares ×

Nesta pequena história as muitas amigas de Rapunzel decidem encomendar, cada uma, um presentinho para ela cuidar da cabeleira. Papai Noel endoida o cabeção.  No final há a história da Rapunzel resumida. Divirta-se!

 

Chapeuzinho Vermelho

Encontrou Papai Noel

Pediu uma lembrancinha

Para a amiga Rapunzel:

 

Um pente mágico

Para desembaraçar suas tranças

Que não param de crescer

É uma coisa de enlouquecer!

 

E depois Branca de Neve

Encontrou Papai Noel

Pediu uma lembrancinha

Para a amiga Rapunzel:

 

Um shampoo anti-caspa

E também mata-piolho

Com uma trança daquele tamanho

Todo cuidado ainda é pouco

 

Daí a Bela Adormecida

Encontrou Papai Noel

Pediu uma lembrancinha

Para a amiga Rapunzel:

 

Uma touca de dormir

E também uma de banho

E pra deixar a juba presa

Umas cem caixas de grampo

 

A vaidosa Cinderela

Encontrou Papai Noel

Pediu uma lembrancinha

Para a amiga Rapunzel:

 

Um dia inteiro no salão

Pra fazer uma linda escova

Ou então um permanente

Que é pra ficar diferente!

 

Papai Noel então pensou

E pensou a noite toda

E decidiu que pra Rapunzel

O melhor mesmo era uma tesoura!

 

 


História da Rapunzel resumida

Segundo historiadores,  o conto Rapunzel foi publicado pelos irmãos Grimm no século XIX, na verdade, foi adaptado de um outro conto de Charlotte-Rose de Caumont de La Force que, havia sido publicado muito antes, no ano de 1698.

<

Os pais de Rapunzel, após muitos anos, conseguiram engravidar. Sua mãe, com desejos, pede ao marido que lhe pegue uma fruta no quintal da vizinha. Para a infelicidade do casal, o quintal era de uma bruxa que promete vingar-se do roubo.

Assim que a menina nasce, a bruxa a sequestra e a leva para uma torre gigante, escondida no meio da floresta. Trancafiada, a menina cresce sem ter contato com nenhum outro ser humano,  a não ser a malvada bruxa.

Certo dia um príncipe passeava pelos arredores da torre e ouviu a bruxa gritar:

– Rapunzel, Rapunzel, jogue-me suas tranças.

O rapaz observou a beleza da moça pela janela e decidiu visitá-la no dia seguinte. Imitando a voz da bruxa, repetiu a frase. A janela se abriu, ele subiu pelos cabelos da moça. E assim que se viram, se apaixonaram.

O rapaz ia escondido à torre visitar Rapunzel, até que a bruxa descobre e, preparando uma armadilha, joga o rapaz do alto da torre. Ele cai nos espinhos e fica cego.

Rapunzel muda-se então para um vilarejo distante, e passa anos sem ver o príncipe, que nunca desistiu de procurá-la.

Um dia o rapaz escuta a bela voz da moça. Ele então a descobre no vilarejo. Rapunzel fica muito triste de vê-lo cego e chora sobre seu rosto.

As lágrimas da moça caem sobre os olhos do rapaz, curando-os.

Os dois então fogem da bruxa, se casam e vivem felizes para sempre.

 

————————-

E aí, gostou da versão “bagunçada” deste tradicional conto infantil? E do resumo da história da Rapunzel?

Se gostou, deixe seu comentário abaixo para eu ficar sabendo. Certamente ficarei muito feliz em saber. Ah! E também compartilhe este texto, para que mais pessoas tenham acesso a ele.

Um grande abraço,

Cintia Amorim.

Você vai gostar também:

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×